quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Por amores que não nos deixem pensar.





Sabe se que existem muitas coisas que nos movimentam, dentre elas a mais forte corrente, a de amar.

Sabe se, que por amor a gente pode até abrir mão do que nunca antes se pensou, mas com a vontade de ser feliz se abdica de coisas e se entrega. 

Em algumas noites, perde as noites escrevendo textos inteiros em um SMS de perdão. No fim com dor no coração se perde pensando em sim ou não e no envio. 

Por amor, se briga, se mima, se faz birra, se anima, se entristece. 

É no amor que encontramos nossas mais densas e profundas alegrias, é nele que nos aprofundamos no curso de viver amor e aprendemos como pode doer e fazer feliz tal sentimento. 



E quem machuca na verdade nunca é de amor, é de passagem. 

E quem é de amor briga,chora e luta pra ficar. E fica.



Por amor se acha bonito acordar olhando os olhos teus, e se encontrar no abraço do teu aperto pedaço que estende todos os dias a fim de se mostrar amado, amando, amante. 

Antes, não pensei nas circunstâncias e em uma janela vi uns olhos que choravam com medo de perder, de não ter volta encostados numa janela de um coletivo com um sentimento singular, atravessando essa vida.

Escreveu uma mensagem cheia de amor, mas teve medo, revelar se apego, também faz chorar por perder e aí penso eu que por tais motivos caiu de seus olhos uma lágrima. Por talvez não ter volta, ou simplesmente naquele momento não ter coragem de enviar.  

Reticências e uma última mensagem de eu te amo foram salvas em rascunho, a história também. 







Nenhum comentário:

Postar um comentário