sexta-feira, 21 de junho de 2013

Ultima postagem, ponto final.

Então é isso, chega aqui o ponto final.

Não que não se queira falar... porque se quer, mas é que não há o que.

E as reticências não podem ser infinitas para transmitirem tudo.

Tudo é pouco para o que se pode dizer.

Tudo é pouco para que se pode mostrar.

Mas, nada.

Nada é muito para que se possa perceber.

Entrelinhas, entreminhas, entreidas.

Nada, é muito quando não se faz nada.

Chega o fim, do que se fala, porque se cala.

É ponto final.

Nenhum comentário:

Postar um comentário