sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Fração de tempo.


        Muitas coisas na vida nos despertam paixão, de tal modo que a vida passa a ser mais bonita,
colorida e brilhosa, na mesma proporção me pergunto como tudo aconteceu, como se deixa de amar algo, como é que se perde o imperdível, o nunca imaginado amor.

         Passei a pensar, no tempo, nesse tempo em que escrevo, penso como foi que cheguei a amá-lo tanto, a amar, e só amar, sem ver, como quem anda no escuro e já sabe o caminho decorado. Não tenho cola da prova, nem ao menos as respostas certas desse questionário.

           Ao passo do tempo em que se caminha, percebi o tamanho e proporção que tudo tem aqui dentro de mim, que se sinto, sinto demais, se amo, amo demasiadamente, por isso talvez as ondas que quebram em mim tenham me decepcionado, tudo é forte demais, e diria até que idealizado como um sonho.

           Porém a cada ato, a freqüência diminui, o amor, pode diminuir, a paixão pode apagar...
São pequenos fatos em frações de tempo, que podem mudar tudo antes pensado, tudo que estava calculado para ser feliz.

          As frações de tempo, entre as respostas e as conseqüências mudam o sentido de você pra mim, a pensar que as mudanças inerentes a você tem parcelas de culpa minhas, mas ao mesmo tempo tem valor integral a você.

         Quem responde se ama ou não, se quer ou não, se vai ou fica, se muda ou se é o mesmo é agente, não há quem diga que algo aconteceu, não há quem viva falando despautérios por você ou vivendo por você.

         O que você quer não se esquece, o que se diz se escolhe, o que se pensa é segredo intimo teu, mas quem vê o que acontece sou eu, existe um plano fora o pensando, ou todas as perguntas vem subitamente com a mudança de cheiro, do hálito, do olhar.

      A paixão cega como diz o senso comum, o amor também, mas apenas em frações de segundos, mas é uma ação, a palavra omitida, um habito diferente quando não estás ao lado, para que se acorde do sonho, e perceba que tudo é diferente, que você é diferente sem mim.

        Existem coisas na vida que agente ama com tamanha força e intensidade que ao menos se tem noção do próximo level, essas coisas não estavam no manual do sentir, as experiências vividas, foram muitas, foram boas, outras derraparam e perderam um status de completo.

        Existe uma teoria que fala do aqui e o agora, e como tudo é visto por cada um... eu digo,  vejo com tamanha força tudo está em minha mente e que não demorou muito para amar, para querer, e ter, por fim para ser, mas não pode dizer nada com o acumulo de mudanças sentidas sobre você, sobre o que ser quer, sobre os planos, os hábitos as decisões, e as não decisões, o jeito de se seguir em frente e de estar com os outros na mesma onda.

    As frações de segundo, as vezes paralisam todo o momento e a repetição do fato, faz escandalizar o coração, que sente.

Vejo, que seu eu mensurasse tais palavras, a sua escolha é omitir, e a minha saber.



Nenhum comentário:

Postar um comentário