sábado, 18 de junho de 2011



Não te deixes enganar, passa o tempo, as horas os dias, mas a resposta sempre esteve ai, guardada no teu coração, tire a tranca expulse o medo e vai viver, o que adianta aguadar e guardar tudo isso?

Esperar? ver o tempo passar sem sentido, "aquele" sentindo cá entre nós. A vida passa, então vai em frente cria teu caminho com quem te apraz e te deseja com amor, vai, andas não com apenas gostar mas sim com olhar de amor, com "aquele" olhar, que só teu coração sente quando se  refletido nos olhos de quem verdadeiramente te conhece e sabe tudo que tu guardas ai dentro.

Já pensou? poucos sabem teus segredos, pouquíssimos são aqueles que acreditam nesses seus medos, raros os que entendem suas manias, desejos, sonhos de vida, suas filosofias sobre certos dias, suas teorias baseadas em um sorriso. Poucos... quantos? Os que te amam, ou que te gostam? Os que você ama, ou os que você gosta, conta: um, dois, três, não passou. Conta, te ensinou alguém, conta que passa, a dor, indecisão, a agonia de não saber o que vem pela frente.

Eu, te dou apenas um alerta: O sol  nasce e se poe a cada dia, sentimentos vem, ficam, e vão se não for cultivado, o medo passa, essa agonia passa, a tremedeira passa, mas tudo é diferente quando se pode passar esses dias com que você anseia todo dia dizer: Eu te amo, não porque os dias com você são fáceis, mas simplesmente pelo fato de segurar a tua mão.

Não tenhas medo, diga, grite, mande uma mensagem, um bilhete, poucas são as chances que temos de ter tudo que sempre queremos de volta, de sentir tudo de novo, e de novo e nunca cansar, porque nunca cansa.
O tempo passa, algumas vezes são como as ondas do mar, levam algumas coisas que não voltam, outrora podem trazer de volta aquilo que sempre foi um tesouro ao teu coração, a vida te pergunta : Você quer aproveitar essa maré?
  Bruna Lima
(18/06/2011)

Nenhum comentário:

Postar um comentário