domingo, 10 de abril de 2011


Não vou mentir, essa é a verdade: nem todos os meus dias são alegres, e nem todos são tristes.
Muitos deles se fazem intensos como o sol, forte, vivo, alegre, amarelo até. E nesses ah, eu me encanto como uma criança que se encanta por vermelho. 

Sigo em frente com a ansiedade de saber sempre o que me aguarda, o que será o próximo segundo, ou o segundo ato, e poder perceber que as palavras tem sentidos diferentes mesmo sendo as mesmas. Se o outro dia não é bom, não vou mentir, essa é a verdade: Tento explorar ao máximo vence-lo pelo cansaço talvez, vivo. Se for pra chorar eu choro, se sente dor eu sinto, se é triste é triste. O que fazer se cada dia é diferente, e uns são bons, outros ótimos e alguns  ruins, terríveis até. Viver essa é a unica saída, o único jeito de passa lo rapidamente, acelerar as horas, e ver o próximo, sem perder a vontade de viver o outro dia.

Lembre sempre, você não sabe, se hoje é ruim, quem sabe amanhã não é o bom?
Viva, para descobrir, viva para se saber que a curiosidade não mata, pelo contrario nos traz surpresas inevitáveis, basta escolher, ir ou não?

Não vou mentir, essa é a verdade:  Um dia, sendo ele ensolarado ou com chuvas, você irá perceber que todos os dias já caminhados, foram os passos necessários que te fizeram crescer e chegar onde teus sonhos e curiosidade te deixaram ir. E admitir talvez, que sem os dias maus seriam impossível reconhecer o quanto a vida nos permite momentos bons.

Bruna Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário